O jogo se passa no sertão nordestino durante o século 19 e apresenta a história de Cícera, mulher negra e nordestina que ajuda os sertanejos a sobreviverem à seca.

O Aoca Game Lab está prestes a lançar o jogo ‘Árida’, com o objetivo de divertir, desconstruir estereótipos e valorizar personagens que viveram em meio à seca e à Guerra de Canudos.

O jogo se passa no sertão nordestino durante o século 19 e apresenta a história de Cícera, mulher negra e nordestina, que explora o local e ajuda os sertanejos a sobreviverem à seca.

Inicialmente, o jogo seria ambientado na região de Canudos, interior da Bahia, durante o confronto entre o Exército e os integrantes do histórico movimento popular liderado por Antônio Conselheiro, no fim do século 19.

Mas após realizarem a pesquisa de campo durante seis meses, os desenvolvedores decidiram adicionar outras questões sobre as regiões do sertão baiano. Para isso, o grupo contou com a colaboração de historiadores e especialistas da Universidade do Estado da Bahia (Uneb).

A franquia será dividida em quatro episódios e a data de lançamento do primeiro episódio do game está prevista para o primeiro trimestre de 2019, com o computador como plataforma inicial.

No game Árida, Cícera ajuda os sertanejos a sobreviverem à seca

imagem
Representação da mecânica de buscar água com uma enxada. 
EXPLORAÇÃO E CONTEMPLAÇÃO N O NÍVEL DESIGN 

Nas últimas semanas focam na iteração e na ampliação dos níveis, definindo marcos, novos pontos de interação e demais indicadores que são de referência ao jogador.

As camadas de nível exploram pequenas opções de texturas e objetos de cenários, além de um espaço de jogo bastante plano.
imagem
Vista superior de uma versão antiga do nível


Asas visitas ao sertão, novas pesquisas e o próprio projeto de planejamento permitiu a ampliação do repertório da nossa linguagem visual.

Agora, explorando contrastes entre texturas , buscamos uma linguagem que defina o fluxo principal de aventura ao mesmo tempo que estimule uma exploração livre.
imagem
Vista superior de uma visão mais atual do nível 

Usamos cada vez mais a contemplação do horizonte como um elemento de apoio à imensidão do ambiente, pois além de estimular a exploração, essa é uma estratégia que oferece alternância e antecipação à experiência de jogo.
imagem


O uso de relevos , diferentes planos e limites de cenário variados adicionando dinamicidade à movimentação do jogo ao mesmo tempo que define uma melhor comossimilhança com o sertão da vida real. 

Vale também alguns elementos interativos que não afetam diretamente o sistema mas que reforçam uma narrativa e uma definição de estética, além de servirem como pontos de interessepara os jogadores. 

imagem
imagem