Em Guerra Civil #2, temos as repercussões da morte de James Rhodes, o Máquina de Guerra, e trouxe o retorno de um personagem que andava meio sumido: Bruce Banner, o Hulk original, que não dava as caras desde que o coreano Amadeus Cho tomou lugar como novo Golias Esmeralda.

Após a morte de Rhodes, Tony Stark corre contra o tempo para entender como funciona os poderes de Ulysses, o Inumano capaz de prever acontecimentos do futuro, principal estopim do conflito de Guerra Civil 2. Só que tempo se esgota, ele é encontrado pelos Supremos e Vingadores chefiados pela Capitã Marvel em companhia dos Inumanos.
Enquanto Stark tenta explicar, digamos o "mal entendido", Ulysses tem uma nova visão: o Hulk matando com as próprias mãos vários personagens do Universo Marvel, incluindo o Homem de Ferro. 
Na capa da terceira edição de Guerra Civil 2, um Hulk que parece ser Amadeus Cho (e não Banner), está segurando em suas mãos Tony Stark desmembrado.
A próxima edição da revista solo do Hulk vai revelar o que Banner andou fazendo esse tempo todo.“Amadeus deu o maior presente que poderia dar ao Dr. Banner ao retirar dele a maldição do Hulk, ou apenas introduziu uma nova e mais cruel versão dela?”, disse o roteirista Greg Park, da revista do Golias Esmeralda. “Banner passa por muitos estágios nessa história. Não posso dar muitos detalhes, mas as ordens que recebi foram de ir fundo na psicologia do personagem”.
Vale lembrar que "psiquiatra favorito" do Verdão já apareceu na edição #0 de Guerra Civil - Doutor Samson.
Só que antes dessa primeira sessão de terapia, Bruce Banner deverá fazer um psicodrama com a Capitã Marvel em Civil War #3.

Brian Michael Bendis assina os roteiros de Guerra Civil II e David Marquez fica a cargo dos desenhos. Mesmo com o cheiro forte de caça-níquel, a história segue um bom ritmo e bem superior a saga anterior de Bendis, A Era de Ultron. 

BY: ALEXANDRE KURT
http://actionsecomics2.blogspot.com.br