A adolescência nem sempre é uma fase fácil e diversas animações já falaram sobre essa bagunça de hormônios e de novos sentimentos e experiências. Contudo, dificilmente vemos alguma obra falar daquela fase mais complicada, de transição, que surge quando temos por volta de 12 anos.


Esse é o período que não somos mais crianças e nem adolescente, mas já temos que deixar nossos brinquedos de lado para encarar desafios e conhecer pessoas. É exatamente sobre isso que trata a nova animação da Netflix, “Doze anos Para Sempre“.


Sobre o que fala?

A criativa Reggie é uma menina que acaba de completar 12 anos e se vê pressionada pela mãe a encarar essa nova fase, portanto, a obriga a se desfazer de seus brinquedos favoritos e se concentrar em comprar sutiãs, maquiagens e roupas.



Porém, Reggie não quer saber disso e vive fugindo dos conselhos de sua mãe, pois ainda sente vontade de brincar e curtir sua idade. Mas a jovem conta com um segredo: uma chave mágica que a transporta para um mundo de fantasia, onde ela pode ser quem é e nunca mais crescer!


“Doze Anos Para Sempre” é uma animação recheada de humor, emoção e estilo. Pensando nisso, separamos alguns pontos positivos para te convencer a conhecer essa obra que tem tudo para fazer sucesso!



Fala sobre adolescência de maneira sincera

“Crescer não é assustador, é divertido. E vai acontecer de qualquer jeito. Então é bom aceitar”

“Doze Anos Para Sempre” surge para falar com quem está passando por esse momento complicado e alertar que realmente pode ser assustador, mas que também vai ser muito divertido se você quiser.

Assim, vemos Reggi e seus amigos utilizarem o mundo fantasioso como uma fuga da realidade, mas é justamente essa fuga que faz com que eles aprendam várias lições para serem aplicadas na vida normal! Então prepare-se para se emocionar com momentos fofos e cheios de aprendizados.




Cores e muita fofura


Como a história traz uma jovem que se encontra entre a infância e a adolescência, sua estética segue bastante esse conceito, trazendo uma animação fofa e cheia de cores, enquanto ao mesmo tempo busca alguns monstros esquisitos e bizarros. Essa mistura de conceitos faz com que “Doze Anos Para Sempre” seja algo único e muito bonito.




Representatividade


Outro ponto muito positivo e de extrema importância é a representatividade. Além de apresentar personagens de diferentes etnias e formas físicas, “Doze Anos Para Sempre” também traz a diversidade LGBTQI+, com um casal composto por dois homens muito fofo!

Então, percebe-se que mesmo falando de um mundo fantasioso, o desenho tem cuidado em criar personagens reais, para que estimule os seus telespectadores a desenvolver respeito em um mundo com tantas diferenças.


Episódios curtos


Se você gosta de animações de curta duração, daquelas boas de assistir rapidinho no almoço ou que dão para maratonar em um piscar de olhos, “Doze Anos Para Sempre” é uma ótima opção! Ao todo são 24 episódios com uma média de 12 minutos cada.


A bruxa Bun-Duda


Sabe aquelas animações em que os vilões são poderosos e malvados, mas ao mesmo tempo esquisitos e engraçados? A antagonista de “Doze Anos Para  Sempre”, a bruxa Bun-Duda (!!), é exatamente assim. Então mesmo nos momentos em que a vilã está tentando se vingar dos três amigos superpoderosos, ela rende boas risadas.